• março 27th, 2014
  • Publicado por Redação Concurseiro10

Autorizado concurso da Polícia Federal: 600 vagas e inicial de R$7.887,33

policia_federal_620

Com a publicação da portaria de autorização de concurso para 600 vagas de agente, no Diário Oficial da União (DOU) desta quinta-feira, dia 27, a Polícia Federal (PF) deu inicio aos preparativos da seleção. Embora haja prazo até 27 de setembro (seis meses, a contar da publicação da autorização), o órgão pretende divulgar o edital de abertura o mais rápido possível. O objetivo é realizar a primeira etapa este ano e o curso de formação, que corresponde à última etapa, no início de 2015. O cargo de agente é aberto a quem possui o ensino superior completo em qualquer área, além da carteira de habilitação (na categoria B ou superior), e tem remuneração inicial de R$7.887,33, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373.
Conforme a política que vem sendo adotada pela PF, os aprovados no concurso serão lotados preferencialmente na região da Amazônia Legal e em áreas de fronteira. Com isso, a lotação inicial poderá ser em unidades localizadas nos estados do Acre, Amapá, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Rondônia, Roraima e Tocantins, além de Paraná, Rio Grande do Sul e Santa Catarina. As contratações são pelo regime estatutário, que dá direito a estabilidade.
A preparação do concurso foi iniciada pela elaboração do projeto básico da seleção, que será utilizado no processo de contratação da organizadora. Finalizado o projeto, a PF iniciará o contato com as instituições que prestam esse tipo de serviço, para definir qual delas ficará à frente da seleção. Apesar do cumprimento desses trâmites burocráticos, dificilmente será contratada outra organizadora que não o Cespe/UnB, que realiza os concursos do órgão há pelo menos 17 anos.
As etapas da última seleção, realizadas em 2012, deverão ser mantidas. Com isso, os candidatos serão submetidos na primeira etapa a provas objetivas, provas discursivas, exame de aptidão física, exame médico e avaliação psicológica. No concurso de 2012, a PF precisou de pouco mais de quatro meses para concluir a primeira etapa, a contar da publicação do edital. Naquela oportunidade, o departamento conseguiu, por meio de autorização do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, reduzir de 60 para 45 dias o intervalo mínimo entre a divulgação do edital e a realização das primeiras provas, determinado pelo Decreto 6.944/09. Utilizando-se a seleção anterior como parâmetro, o mais provável é que a PF divulgue o edital, no máximo, em agosto, a fim de conseguir concluir a primeira etapa até o fim deste ano.
Para aqueles que já querem iniciar a preparação, a boa notícia é que provavelmente não haverá mudanças significativas no programa do concurso. Em 2012, o conteúdo programático abrangeu Língua Portuguesa, Noções de Informática, Atualidades, Raciocínio Lógico, Noções de Administração, Noções de Economia, Noções de Contabilidade, Noções de Direito Penal, Noções de Direito Processual Penal, Noções de Direito Administrativo, Noções de Direito Constitucional e Legislação Especial. O cargo de agente é um dos mais procurados do departamento e no último concurso registrou 107.799 inscritos para 500 vagas, uma relação de 215,60 candidatos por vaga.
Autorização para escrivão e delegado deve ficar para depois do concurso atual
A autorização desta quinta-feira foi concedida em meio à pressão dos policiais federais por melhores condições de trabalho, incluindo o aumento do efetivo, além de reajuste salarial, fim da alegada ingerência política nas investigações, entre outros. Agente, escrivães e papiloscopista ameaçam inclusive greve geral durante a Copa do Mundo de futebol, a fim de pressionar o governo a atender às reivindicações. O pedido de concurso feito pelo Ministério da Justiça estava parado no gabinete da ministra do Planejamento, Miriam Belchior, desde abril do ano passado e incluía ainda 450 vagas de escrivão e 150 de delegado. Embora não possua previsão, a PF trabalha com a hipótese da autorização referente a esses dois cargos ser concedida somente após o fim da validade do atual concurso, que encontra-se em fase de curso de formação, com término previsto para 20 de junho. A seleção visa ao preenchimento de 600 vagas, sendo 350 de escrivão, 150 de delegado e 100 de perito, e terá validade de um mês, podendo dobrar.
Os requisitos básicos dos cargos de escrivão e delegado são os mesmos de agente, sendo que para delegado é exigido especificamente o bacharelado em Direito. A remuneração inicial oferecida é de R$15.743,64 para delegado e de R$7.887,33 para escrivão (também com o auxílio-alimentação já incluído).
Fonte: Folha Dirigida

Comece agora a sua preparação para o Concurso da Polícia Federal – Agente – 2014. Adquira, com desconto, o curso completo online em videoaulas! Veja os detalhes.

Pacote para Agente da Polícia Federal

Posted in : Polícia Federal
Tags:, ,

Deixe um Comentário