• outubro 30th, 2013
  • Publicado por Redação Concurseiro10

CAIXA: EXPECTATIVA DE 15 MIL CONTRATAÇÕES ATÉ 2015 !

CAIXA

Programa de expansão demanda mais funcionários

Com a estratégia de expansão da Caixa Econômica Federal, que criará 2 mil agências até 2015, haverá a necessidade de contratação de funcionários para atuar nesses novos postos. E o Rio de Janeiro, por ser sede de grandes eventos como a Copa do Mundo e Olimpíadas, deverá receber boa parte dessas agências e, portanto, realizar muitas contratações. O concurso previsto para técnico bancário, cargo de ingresso no banco e que exige o nível médio, faz parte desse programa de expansão. A Caixa se prepara para homologar a nova seleção antes do término da anterior, realizada em 2012, com validade até 14 de junho do ano que vem, para não ficar sem cadastro de reserva disponível. Apesar do representante da Diretoria Executiva de Gestão de Pessoas e gerente nacional de Remuneração e Benefícios da instituição, Salomão Azulay, ter dito, em setembro, que o edital estaria previsto para sair até dezembro, a Assessoria de Imprensa da Caixa informou que o documento será divulgado até o início do ano que vem.

A remuneração da carreira é de R$2.715,04, sendo R$1.875 de vencimento-base, R$472,12 de auxílio-alimentação/refeição e R$367,92 de cesta-alimentação. Quem pretende participar do concurso já deve iniciar a preparação, utilizando como base a seleção de 2012. Na ocasião, os participantes foram avaliados através de redação e prova objetiva, que contou com 60 questões, sendo 30 de Conhecimentos Básicos (distribuídas por Língua Portuguesa, Matemática, Atualidades, Ética, Atendimento, História e Estatuto da Caixa e Legislação Específica) e 30 de Específicos (Conhecimentos Bancários e Noções de Informática). Além disso, ainda houve chances para a área de Tecnologia da Informação. Foram cobradas as disciplinas de Tecnologia da Informação e Conhecimentos Bancários II na parte específica. Ainda não foi confirmado se o novo concurso abrangerá também essa área.

Do último concurso, até a última sexta-feira, 25 de outubro, foram convocados 16.876 aprovados, sendo 13.007 já admitidos. Ainda restam 49.421 concursados em cadastro. No Rio de Janeiro, foram admitidos 1.071 concorrentes (578 no polo da capital, 433 no interior e 60 da área de Tecnologia da Informação) e 3.526 ainda aguardam a convocação. Nível superior – A seleção também deverá contemplar carreiras profissionais, cujos cargos ainda não foram definidos. No entanto, é provável que as oportunidades sejam para advogado, arquiteto e engenheiro (que exigem o nível superior na área), já que foram as abrangidas na seleção de 2012. A remuneração, referente a 40 horas semanais de trabalho, é de R$8.285,04, já incluindo os auxílios.

Funcionário: pode-se trocar de emprego sem mudar de patrão

“A Caixa Econômica Federal é uma das poucas empresas onde o funcionário pode mudar de emprego, mas não de empregador.” É assim que Carlos Arthur Newlands, que atualmente trabalha no setor de Análise de Processos da área de Recursos Humanos do banco, define a possibilidade de crescimento profissional. O cargo de ingresso no banco é técnico bancário, mas, segundo ele, há outras áreas para as quais o funcionário pode migrar. “A atuação da Caixa vem crescendo muito, e não se limita às agências. A pessoa entra como técnico bancário, mas logo depois já pode mudar. Há setores de Tecnologia, Fundo de Garantia, Engenharia, RH e vários outros, ou seja, é possível mudar totalmente de cargo, sem mudar de empregador, o que é muito bom”, destacou.

Newlands, funcionário do banco há quase 33 anos, é um exemplo disso. “Entrei como escriturário (atual técnico bancário), depois fui caixa executivo, atuei como gerente na área de retaguarda e controladoria e tive outras funções dentro da agência. Hoje, além do RH, também sou instrutor e docente da Universidade da Caixa”, contou ele, que ainda ensina Conhecimentos Bancários em cursos preparatórios. Carlos Arthur lembra que na época que ingressou na Caixa era tudo muito diferente. “Para começar, o nível de exigência do concurso para escriturário era menor, apenas o 1º grau. Além disso, a conjuntura econômica era outra, e as perspectivas profissionais, restritas e difíceis. Com o tempo, a Caixa cresceu, assim como a sua abrangência.”

Por conta disso, Newlands acredita que ter uma visão clara sobre o papel do banco na sociedade brasileira é essencial para quem quer ingressar através do próximo concurso. “Hoje eu percebo que os recentes concursados têm em mente a importância da Caixa como empresa pública. E isso atrai muita gente. Hoje, saber quais as missões da empresa é tão essencial que chega a ser cobrado na prova”, disse. Por conta da expansão da empresa e da abertura de muitas agências, ele considera que muitos candidatos serão contratados. “A perspectiva é de muitas admissões, principalmente de técnico bancário, que é quem está dentro das agências. A Caixa, com certeza, vai precisar de muita gente”, ressaltou.

Como professor, o funcionário não deixa de orientar aqueles que desejam participar da seleção. “É preciso se preparar desde já. Pegue o edital do último concurso e comece a estudar. Aconselho que os futuros concorrentes deem atenção especial a Conhecimentos Bancários, Estatuto e Ética na Caixa, sem esquecer de Português e Matemática, que provavelmente será a Financeira.”

Fonte: Folha Dirigida – 29/10/13

 

O Professor Carlos Arthur Newlands ministra a disciplina Conhecimentos Bancários em nosso curso online. Conquiste uma vaga no concurso da Caixa Econômica Federal ! Estude com o Concurseiro10!

Além dos 50% de desconto do site, ganhe mais 5% , exclusivo para leitores do blog! Coloque o cupom: PROMOFB05. Adquira o curso completo.

caixa-economica

Posted in : CEF
Tags:, ,

Deixe um Comentário