• maio 15th, 2013
  • Publicado por Redação Concurseiro10

Falta efetivo da PRF para fiscalizar rodovia

Déficit no número de policiais rodoviários federais é de 64% em RO e AC. Não há previsão para início da construção de um posto na rodovia 421

Fonte: G1
 PRF - Rondônia
A rodovia 421, que liga os municípios de Ariquemes (RO) a Nova Mamoré (RO), está sob responsabilidade do 7º Batalhão de Polícia Militar (BPM) de Ariquemes em virtude da falta de policiais rodoviários federais. De acordo com o Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais em Rondônia e Acre (SINPRF), atualmente existem 215 agentes rodoviários nos dois estados. No entanto, conforme o órgão, seriam necessários 600 policiais para atender os 4.800 quilômetros da malha viária em Rondônia e Acre; um déficit de 64%.

Segundo o chefe do Núcleo de Policiamento e Fiscalização (NPF) da 3ª Delegacia da Polícia Rodoviária Federal (PRF) em Ariquemes, Obadias Campos, existe um projeto para que seja construído um posto da PRF na rodovia 421, mas ainda não há data para a execução.

O comandante do 7ª Batalhão de Polícia Militar, tenente coronel Ênedy de Araújo, explica que, a PM atende aos chamados da rodovia 421 por um acordo cooperativo entre as instituições militares. Porém, o comandante não soube informar quando foi instaurado, mas reitera que o déficit da PRF motivou o acordo.

Segundo dados do setor de estatísticas do 7º BPM, em 2012 houve quatro acidentes com vítimas fatais na rodovia 421. Sobre os acidentes não fatais, o setor explicou que no ano passado não havia um sistema eletrônico que filtrasse os casos. Já em 2013, de janeiro até esta segunda-feira (13), foram registrados 10 acidentes, um deles com vítima fatal. “Sabemos da situação do efetivo da PRF e atendemos o trecho para o cidadão não ser prejudicado”, ressalta o comandante Araújo.

O presidente do SINDPRF, Edson Silva, conta que na última paralisação nacional da PRF, deflagrada em agosto do ano passado, a categoria conseguiu que a carreira fosse encaminhada para nível superior, porém as reclamações quanto às condições de trabalho e falta de efetivo continuaram. Silva ainda ressalta que o número de policiais rodoviários federais pode diminuir nos dois estados.

Apesar das últimas contratações, número de policias ainda não é o suficiente para atender a demanda, segundo PRF (Foto: Eliete Marques/G1)

“No presente momento existem 215 policias, entretanto, alguns que ingressaram no último concurso, pleiteiam transferência na Justiça. Com isso cai o efetivo. Isso prejudica a sociedade a quem gostaríamos de prestar um melhor serviço”, enfatiza.

O chefe do NPF, Obadias Campos, admite que apesar das contratações de polícias rodoviários federais do concurso de 2009, o número ainda não atende a demanda. Em outubro do ano passado foram enviados 40 policiais para Rondônia, 12 deles para a 3ª delegacia. “Acredito que precisamos do dobro de policias para atender, pois a malha viária é imensa”, ressalta.

Campos expõe que existe um projeto para a construção de um posto da PRF na Rodovia 421, mas que depende da pavimentação da via. “Atualmente essa rodovia é parcialmente asfaltada. Quando ela estiver toda pavimentada, há projeto para a construção do posto, mas ainda não há data pra a execução”, explica.

Em abril deste ano, o Ministério do Planejamento autorizou o concurso para a PRF. Mil vagas serão ofertadas o que deve contribuir para diminuição do déficit de policiais, segundo Campos. “Por enquanto a PRF não tem efetivo para tomar conta dessa rodovia [421], mas com o concurso, espera-se que melhore essa situação”, finaliza.

Fonte: g1

Posted in : Notícias
Tags:, , ,

Deixe um Comentário