• junho 12th, 2014
  • Publicado por Redação Concurseiro10

POLÍCIA RODOVIÁRIA FEDERAL: Novo concurso em 2015. Veja dicas!

O ano de 2015 já começou para aqueles que sonham um dia ter o orgulho de pertencer à Polícia Rodoviária Federal (PRF). Em reunião recente com representantes da federação nacional da categoria, a diretora-geral do departamento, Maria Alice Nascimento, afirmou que o objetivo é realizar no próximo ano o concurso para até 1.500 vagas de policial rodoviário federal (nível superior), com autorização solicitada ao Ministério do Planejamento no fim do último mês. A seleção deverá concluir o ciclo de contratação de 4.500 policiais por meio de três concursos, 1.500 em cada, conforme anunciado pela diretora em 2011.

Pelo país afora, o cargo de policial rodoviário federal coleciona milhares de aficionados que têm a carreira como um objetivo de vida. Mas para chegar lá é preciso muito esforço. E para isso, nada melhor do que começar a se preparar com bastante antecedência. “Em um concurso em que a média de inscritos gira em torno de 130.000 pessoas e o número de apaixonados pelo cargo é muito alto, faz-se necessário começar a estudar o quanto antes”, afirma Leandro Macedo, policial rodoviário federal e especialista em preparação para concursos na área de Segurança Pública (confira abaixo a entrevista com dicas de preparação).

Além da grande vontade de fazer parte dos quadros da PRF, para ingressar no cargo é necessário possuir o ensino superior completo em qualquer área e a carteira de habilitação, na categoria B em diante. As chances são abertas a homens e mulheres e a remuneração inicial do cargo é de R$6.791,25, incluindo o auxílio-alimentação, de R$373. Porém, já há reajuste previsto para o próximo ano, aumentando o valor para R$7.092,91 (também com o auxílio), e resta apenas a regulamentação para que seja implementada a indenização que possibilitará um acréscimo de até R$2 mil por mês, aproximadamente, aos servidores lotados nas regiões de fronteira. Essa faixa do território é a que costuma receber os recém-chegados à corporação.

Caso não haja alterações na estrutura do concurso, o caminho até as novas vagas passará por provas objetivas e discursiva, exame de capacidade física (testes de flexão em barra fixa, de impulsão horizontal, de flexão abdominal e de corrida de 12 minutos), avaliações de saúde, psicológica e de títulos, investigação social e curso de formação profissional. Na seleção anterior, aberta no ano passado, as questões das provas foram sobre Língua Portuguesa, Matemática, Ética no Serviço Público, Noções de Informática, de Direito Constitucional, de Direito Administrativo, de Direito Penal e de Direito Processual Penal, Legislação Especial e Relativa à PRF, Direitos Humanos e Cidadania e Física Aplicada à Perícia de Acidentes Rodoviários.

Outros concursos – O último concurso para policial rodoviário federal foi concluído no mês passado e destinou-se ao preenchimento de mil vagas. A seleção inaugurou a Academia Nacional da Policia Rodoviária Federal em Florianópolis (na foto). O departamento ainda busca junto ao Planejamento, a autorização para nomear outros 766 aprovados. Em todo o país, foram 109.769 inscritos. A PRF também conta com concurso para 216 vagas de agente administrativo (nível médio), que encontra-se suspenso para a investigação de problemas na aplicação das provas, no último dia 25, em um dos locais de Campo Grande/MS. A seleção, com vagas em todo o país, atraiu 259.136 inscritos ao todo.

Especialista dá dicas de como se preparar

Policial rodoviário federal há dez anos e especialista em concursos da área de Segurança Pública, Leandro Macedo dá algumas dicas de como os interessados no novo concurso da PRF podem se preparar. O professor de Legislação de Trânsito, falou ainda sobre a importância do novo concurso para a corporação, que pode sofrer com muitas aposentadorias a partir deste ano.

FOLHA DIRIGIDA – A PRF já solicitou a autorização para a abertura de um novo concurso para policial rodoviário federal, com oferta de 1.500 vagas. apesar da sua realização ainda depender da avaliação do Ministério do Planejamento, que ainda está em estágio inicial, os interessados em concorrer às próximas vagas já devem iniciar os estudos?

Leandro Macedo – Em um concurso em que a média de inscritos gira em torno de 130 mil pessoas e o número de apaixonados pelo cargo é muito alto, faz-se necessário começar a estudar o quanto antes, a fim de se obter uma boa pontuação no certame.

Qual a melhor forma de se estudar para o concurso?
Um bom curso presencial é o ideal, mas hoje temos ótimos recursos online, como videoaulas de qualidade e material em PDF. Não aconselho comprar livros, a não ser que sejam voltados para concurso.

Como deve ser a rotina de estudos, tendo em vista que ainda não se sabe quando exatamente o concurso será realizado? E como manter a motivação para estudar?
Acredito que o aluno deva trabalhar de forma mais intensa neste momento e reduzir a intensidade dos estudos a medida que a prova for se aproximando, para evitar a fadiga mental. Com relação à motivação, essa é personalíssima, ou seja, cada um deve procurar as razões que lhes são afetas, a fim de que sua vida seja modificada.

Acredita que o novo concurso poderá trazer mudanças com relação às etapas, às disciplinas cobradas e à forma de cobrança?
Acredito que a Legislação de Trânsito e a Legislação aplicada à PRF devam ser ajustadas, pois no último concurso a banca examinadora falhou. A lógica é que a ênfase nas questões deve ser diretamente proporcional à relevância para o desempenho das funções, assim, essas disciplinas, que são as mais importantes, devem ser exaltadas pela banca examinadora.

É necessário restringir ou focar o estudo de cada disciplina nos tópicos mais cobrados nas seleções mais recentes? No caso de Legislação de Trânsito, quais tópicos seriam esses?
O último concurso é uma referência para o próximo, ainda que com pequenas falhas. Com relação a Legislação de Trânsito, o candidato deve dar ênfase às matérias relacionadas à estrutura orgânica do trânsito e à atividade de fiscalização.

É importante também iniciar desde já a preparação física visando ao concurso?
A preparação física para os candidatos a cargos nos órgãos de Segurança Pública deve caminhar de forma concomitante com a preparação intelectual, pois o rigor nas avaliações físicas sofre uma crescente.

Como avalia essa postura do departamento de, logo após concluir uma seleção para mil vagas, já buscar a abertura de um novo concurso?
A PRF tem 13.098 cargos de policial rodoviário federal para prover, o que nunca ocorreu. Com a possibilidade de ocorrer uma aposentadoria em massa, já que a turma de 1994 (que ingressou na corporação naquele ano) completa, em 2014, vinte anos de atividade policial, a PRF tem que correr sob pena de haver uma falta expressiva de policiais nas rodovias federais. Cabe observar que bastam 30 anos de contribuição, sendo 20 na atividade policial, para que o policial faça jus à sua aposentadoria.

Fonte: Folha Dirigida

Interessado em Curso Online para PRF?

O Curso Teoria para a PRF é um curso completo em videoaulas preparatório para o cargo Agente da Policia Rodoviária Federal. No concurso de 2013 foram 39 aprovados dentro do número de vagas!

Curso Teoria para Agente da PRF

Posted in : PRF
Tags:, ,

Deixe um Comentário